JOSÉ M. RODRIGUES
ERRATA

18 MAR

A Barbado Gallery inaugura a 18 de Março a sua primeira exposição individual de José M. Rodrigues, onde apresenta uma escolha de duas dezenas de obras relevantes que ilustram um já longo percurso de fotógrafo e artista. Aí se percorrerá, numa síntese sem cronologia e assumindo a diversidade, todo o caminho que vai das performances fotográficas dos primeiros anos 80, na Holanda, até às grandes peças picturais da recente evocação teatralizada dos tempos dos Bórgias, com que interveio nas celebrações do 5º centenário do nascimento de São Francisco de Bórgia em Gandia, Valência.

Fica bem patente nesta intencional multiplicidade de datas, de escalas e de temas o profundo sentido autoral de uma obra plenamente original no contexto internacional, que atravessa - que questiona e excede - todos os géneros da fotografia, da abordagem documental à alegoria, do retrato intimista à paisagem metafísica, e que experimentou todos os processos e formatos, incluindo o ensaio conceptual e o vídeo.

José M. Rodrigues propôs o título «Errata» para esta exposição. Para além de se tratar de uma revisão muito selectiva da sua obra, o título indica uma correcção de orientação, que será em especial o regresso a Lisboa, onde nasceu, depois dos longos itinerários de aprendizagem e exílio, primeiro na Holanda e a partir de Évora desde 1994.